terça-feira, 6 de setembro de 2011

A Gordura é Poderosa !!!!!!!!!!!!!

Minha gata é super mega gorda, ela me enche a paciência toda hora.
Somos praticamente iguais, eu peço comida a minha mãe toda hora e ela também... só tem uma coisa que não é igual a nós ( eu e minha mãe ), eu adoro a Coca ( Égua ) e Zé Bedeu é o amor da minha mãe, mas minha gata só gosta dela - minha mãe, nem da sombra dela ela gosta. Ela é bem mansa, mas eu irrito a baleia tanto ( APERTO, SACUDO E AGARRO ) que ela outro dia abriu um pouco do meu dedo !!!!
Essa gata é meio porca, ela vai usar a caixa de areia e limpa as patas na maquina de lavar e na caixinha também !!!!!








  Beijos achocolatados  da mini blogueira Laura !!!!!!

sábado, 4 de junho de 2011

Fred & Me


Raymond, de boa linhagem, é o pai de minha querida Bizzí.  São identicos, então já deve vir na sua cabeça como essa gorda é.  Ele e Cléo, pai e mãe de Bizzí são de um canil carioca. Entre em  http://www.canilreanfer.com/ e veja as ninhadas, as futuras mamães e fotos de cachorros incriveis. Obs: Kibon é pai da maluquete !




Não é o Fred, pois minha mãe só tem foto dele fora do computer. Em breve vou colocar no Facebook fotos de Angel (se fala ENGEL), Bizzí e Fred.

Obs: Angel estará sozinha Pois ninguem chega perto dela! Bizzí e Fred estarão comigo, mas a foto de Fred e eu é antiga!









Eu era bebê e minha avó  aparece com eu cachorrinho labrador lindo amarelo, seu nome era Fred, ele me adorava, e eu me apeguei muito a ele, eu faço niver em novembro e ele em dezembro.
Éramos grandes amigos, eu o amava como um irmão. 

Um dia quando ele tinha 2 anos se meteu na briga de nossos dois pastores alemãos half e hastor,que morreram já, e ele levou um mordidão no olho e levou pontos. quando fizemos 8 anos, ele adoeceu e ficou cego,graças a Deus voltou a enxergar... mais um dia, meu avo me busca na casa de minha mãe e me diz no elevador que ele havia morrido, eu chorei muito, demais, aí minha avó comprou pra mim o Charlie mais ele tinha câncer e o devolvemos, eu o amei como amei o Fred.

Pouco depois conhecemos a Bizzí e a reservamos, chegando meu aniversário, meu avô fez um canil com grade pra elas brincarem, mais como elas, no dia que foi buscar minha fofucha preta de olhos cor de mel, a moça do canil falou que ela não ia querer ficar sozinha então nos ofereceu a Angel, mais é louca de pedra, já adestramos mais não dá, é burra demais essa amarela... ela comeu o papagaio do vizinho e matou um pássaro. 


domingo, 8 de maio de 2011

Poesia de Cecília Meireles - O Vestido de Laura





  O vestido de Laura
   é de três babados,
   todos bordados.

  O vestido de Laura
  é de três babados,
  todos bordados.

   O primeiro todinho,
   todinho de flores
   de muitas cores.

   No segundo,apenas
   borboletas voando,
   num fio bando.

   O terçeiro, estrelas,
    estrelas de renda
    talvez de lenda...

    O vestido de Laura
     vamos ver agora,
     sem mais demora !
    
     Que as estrelas passam,
          Borboletas, flores
         Perdem suas cores.
    
      Se não formos depressa,
             Acabou-se o vestido
       Todo bordado e florido !
     

terça-feira, 8 de março de 2011

Meu Peixinho Pig Will !!!!

                                            Lôla e Pig Will


Meu amigo, amigo da minha gata e da minha mãe, partiu essa semana no sábado.

Ele se chamava Pig Will e era um lindo peixe beta que queria ter filhos com sua namorada e minha gata folgada Lolâ que  sabe tocar piano. O legal é que ele esperou eu voltar da casa do meu pai na sexta a noite, mas não aguentou até eu acordar, ao 12:30, hora de almoçar. Ele estava cego, e não enxergava a sua comida, ficou tanto tempo sem comer que morreu, mas eu não estou triste por isso, ele morreu, esta com Deus e agora sem estar triste eu falei :

- Mãe, antes da tia Marion chegar, vamos na locadora?

Ela que gosta muito de passear, me levou lá  e eu aluguei lindos filmes. Agora com meu BLOG  posso escrever sobre esse peixinho que tanta felicidade nos trouxe. Vou contar quando foi que eu e minha mãe compramos ele:

Nós estávamos indo ao mercado e no caminho passamos pela pet gávea e  enquanto minha mãe escolhia a comida da gata, eu fui ver os peixes  betas e vi o Pig ( era como eu o chamava) e mostrei para minha mãe, e atrás da gente uma calopcita nos chamou com seu adorável barulhinho. Aí minha mãe perguntou quanto ela custava e quando a mulher que trabalhava lá respondeu R$ 300,00 minha mãe falou: - Mas que preço mais feio.  Por falar em preço, eu pedi a ela pra comprar o Pig, mamãe concordou e como estava escrito no aquário que ele estava, custava sete reais, ela falou:

- Eu vou leva-lo.

Ai a moça disse que era macho porque tava agitado com os outros betas e por causa da cauda grande.
Minha mãe mandou eu escolher as pedrinhas porque eu entendo mais de betas do que ela. Eu já tive 5 betas e ela nenhum. Na volta saindo do mercado passamos na pet pra buscar o Pig e como a comida da gata ia ser entregue em casa, mandamos entregar as pedrinhas juntos, ai colocamos o remédio da agua do peixe na bolsa da minha mãe e no caminho ele fez coco e logo em seguida comeu. Aí ele que eu tinha batizado de Bob se tornou o Pig Will.

E essa é a historia do meu lindo peixinho.